Central de serviços

CSC – Entenda o que é

Posted on Posted in CSC, Gerenciamento de Serviços, ITIL, ITSM

Em um ambiente competitivo de negócios, as empresas sempre buscam por soluções que as diferenciem de seus concorrentes, sejam estas as fusões, aquisições, reestruturações, downsizing (redução de recursos humanos) e rightsizing (simplificação de trabalho). Com o objetivo de gerar valor para seus clientes e melhorar a qualidade do serviço entregue, as organizações perceberam a necessidade de revisar a maneira de executar seus processos de apoio/suporte administrativo. Uma das alternativas adotadas por um número cada vez maior de empresas são as Centrais de Serviços Compartilhados (CSC).

Veja 9 vantagens de se implantar uma CSC

O compartilhamento de serviços constitui um movimento no mercado mundial observado desde a década de 80, com o início da centralização de serviços de back office, associados às áreas financeiras, de recursos humanos e de serviços no segmento de TI. A origem do termo Serviços Compartilhados (da expressão inglesa Shared Services) não atingiu um consenso, mas alguns autores definem Serviços Compartilhados como sendo a prática em que unidades de negócios de empresas e organizações decidem compartilhar um conjunto de serviços ao invés de tê-los como uma série de funções de apoio duplicadas dentro da organização.

Os serviços compartilhados consistem em um ambiente no qual uma determinada empresa pode absorver atividades que apoiam os principais processos do negócio de cada uma de suas demais unidades de negócio, consolidando tais atividades em uma unidade de operação principal. São estratégias nas quais diversas funções de negócios existentes são concentradas dentro de uma nova e semiautônoma unidade de negócio, que tem uma estrutura gerencial designada para promover eficiência, geração de valor, redução de custos e melhoria nos serviços para clientes internos da empresa como se fosse um negócio competindo no mercado aberto.

As CSCs concentram os recursos da empresa atuando com atividades, difundidas através da organização, a fim de servir a múltiplos parceiros internos; os serviços providos são de alto nível, a baixo custo, com o objetivo comum de satisfazer os clientes externos e acrescentar valor à empresa.

Analisando estas definições, pode-se dizer que a adoção de uma CSC dentro de uma organização visa a autonomia das principais funções da empresa, deixando as funções secundárias e de apoio administrativo para a Central, com o objetivo de agregar valor à empresa e satisfazer seus clientes.

Principais características de uma CSC:

Governança exclusiva Estrutura organizacional separada com time gerencial exclusivo trabalhando no cumprimento dos aspectos operacionais dos serviços corporativos de uma ou mais organizações.
Processos padronizados Os processos são padronizados e mais eficientes.
Economias de escala A escala é conseguida através da combinação de processos anteriormente executados de forma individual. Os serviços são os “produtos” da organização.
Foco no cliente Um dos pontos mais importantes em uma CSC é a cultura de entrega de serviço. Os recursos estão comprometidos a um gerente de contas, sendo monitorado por indicadores de desempenho e pelo cumprimento de acordos de níveis de serviços – SLA (Service Level Agreement).
Processo de melhoria contínua Times de projetos dedicados a gerenciar processos de mudança e melhorias na eficiência e níveis de serviço.

Quer saber mais sobre CSC? Tem dúvidas de como implantar? A Union TI pode te ajudar! Entre em contato!

2 thoughts on “CSC – Entenda o que é

Deixe uma resposta